domingo, fevereiro 12, 2006,9:09 da tarde
Presidente Lula reafirma dívida moral para com África
Luís Inácio Lula da Silva, presidente do Brasil, volta a mostrar-se próximo da herança cultural real brasileira, ao reforçar os laços do país que acolheu os negros com o continente que os viu serem levados à força.

Depois das fortes relações com o Benin, um dos países que mais deu à herança cultural brasileira (os negros fons), Lula aproxima-se do Botswana e, numa conferência oficial deixa claras as suas intenções e motivações: "Cada vez que faço uma viagem para a África é como se estivesse voltando para a minha própria casa" e acrescentou ainda "Estamos trabalhando para construir uma consciência de que somos devedores ao povo africano. Não somos devedores de dinheiro, porque não temos o dinheiro para pagar".

As duas áreas de cooperação entre os dois países será na formação de técnicos de futebol e no combate ao HIV/SIDA. Relembre-se que depois do continente Africano, os países da América Latina, entre os quais o Brasil, são os que mais sofrem com o flagelo da SIDA.

Esta política externa do governo de Lula da Silva é uma política de aproximação cultural africana, o que é uma necessidade e um acto significativo, sabendo que o Brasil é hoje, em larga medida, um país herdeiro de uma herança negra riquíssima.

Falta agora essa mesma aproximação no panorama interno.

 
Intervenção de Image Hosted by ImageShack.us A Mão que Embala o Blogue
Permalink ¤

|